HOME / ARQUIVO DE NOTÍCIAS / RINS PARA A VIDA, STOP Á LESÃO RENAL AGUDA

RINS PARA A VIDA, STOP Á LESÃO RENAL AGUDA

10 março 2013

 

Hoje assinala-se o Dia Mundial do Rim, com o tema “Rins para a Vida, Pare a Lesão Renal Aguda”. Neste dia relembra-se a importância de alertar a população para as doenças que fazem com que o rim, subitamente, deixe de ser capaz de cumprir as suas funções.

 

A sensibilização para a doença renal, quer aguda quer crónica, devido à sua elevada prevalência e significativas morbilidade e mortalidade associadas, mas prioritariamente alertar para a existência de causas evitáreis que resultam na falência aguda da função renal, podendo contribuir para a instalação de doença crónica do rim. Entre elas contam-se a falência cardíaca, ou seja, a incapacidade do coração impulsionar o volume normal de sangue que deve irrigar os rins, ou agressões que o rim poderá sofrer resultantes de infeções, tumores, doenças inflamatórias e ingestão de alguns medicamentos, ou pela obstrução das vias de excreção da urina que têm por base os problemas na próstata – no caso dos homens –, os tumores e os cálculos renais.

 

Em Portugal, estima-se que cerca de 800 mil pessoas deverão sofrer de doença renal crónica. A progressão da doença é muitas vezes silenciosa, o que leva o doente a recorrer ao médico tardiamente, já sem qualquer possibilidade de recuperação.

 

Todos os anos surgem mais de dois mil novos casos de doentes em falência renal. Em Portugal existem atualmente cerca de 16 mil doentes em tratamento substitutivo da função renal (cerca de 2/3 em diálise e 1/3 já transplantados), e cerca dois mil aguardam em lista de espera a possibilidade de um transplante renal (dados SPN 2012).

 

Durante o mês de Março, decorrerão promovidas por várias entidades campanhas de sensibilização para a população em geral.

NephroCare
Trabalhar na Fresenius
NA
© Fresenius Medical Care Portugal
by Bluesoft.pt